O selecionador de futebol sub-19 Emílio Peixe destacou hoje a “grande vontade” dos seus pupilos em vencerem na quinta-feira a França e assim atingirem a final do Europeu, que decorre na Alemanha.

“Estar na final de um Europeu sub-19 é um privilégio ao alcance de poucos. Eles estão preparados e com grande vontade de atingir esse objetivo”, disse , em declarações ao site da federação.

O acesso à final disputa-se na quinta-feira às 16:00 (horas de Lisboa), em Mannheim, três dias depois do derradeiro jogo na fase de grupos, que Portugal venceu.

“Nestes dias procurámos uma recuperação total daqueles que mais tempo de jogo têm, a equipa tem respondido bem nos treinos e estamos preparados”, frisou.

Este grupo de trabalho falhou o acesso à final há dois anos, então no Europeu sub-17, ante a Inglaterra (derrota por 2-0), desaire que constituiu uma experiência que não deseja repetir.

“São dois anos mais, de aprendizagem e evolução. É natural que os jogadores estejam mais perto daquilo que é o exigível na alta competição. Temos uma satisfação enorme por perceber que todos eles têm evoluído ao longo destes anos. É um caminho, um trajeto natural”, disse.

Para já, a presenta nas meias-finais, com o primeiro lugar no grupo, sem derrotas e 6-3 em golos, permitiu a qualificação para o Campeonato do Mundo sub-20, que se realiza na Coreia do Sul, em 2017.

Rumo à final, a França é um adversário bem estudado: “Mudou um pouco a sua organização e ideia de jogo. Os jogadores procuram partir de uma organização defensiva muito forte e inteligente para um outro momento de transição com atletas muito rápidos e tecnicamente evoluídos. Aceleram o jogo imediatamente após recuperarem a posse de bola.”

“Estamos preparados para encontrar uma equipa que irá criar alguns problemas difíceis de resolver, mas de certeza que eles também já nos viram e sabem que temos tantas possibilidades como eles de estar presentes na final. É esse o nosso grande objetivo”, completou.

Perante uma seleção com este potencial, Emílio Peixe espera que Portugal exiba a “superação permanente que faz parte do ADN de todas as seleções nacionais”.

“Queremos ser sempre melhores, queremos sempre evoluir todos os dias. No próximo jogo temos a oportunidade de provar a nós mesmos que estamos a evoluir, a progredir e no bom caminho”, concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.