Portugal venceu hoje a Eslováquia por 1-0, mantendo a liderança só com vitórias no Grupo 5 da Ronda de Elite de qualificação para o Europeu de futebol de sub-19, em jogo disputado em Paços de Ferreira.

O único golo do jogo foi apontado por João Filipe, aos 34 minutos, com um remate em jeito na área da Eslováquia a fazer a bola sobrevoar os defesas e o guarda-redes contrário, a concluir uma jogada individual em que o extremo do Benfica passou por vários adversários.

A superioridade quase absoluta de Portugal evidenciou-se bem cedo, aos dois minutos, com o mesmo João Filipe e Francisco Trincão a ‘namorarem' o golo, através de remates perigosos na sequência de ações individuais.

Os dois jogadores protagonizaram os melhores movimentos ofensivos do combinado de Hélio Sousa, tirando partido da sua superior qualidade técnica nos ‘duelos' individuais, o caminho mais vezes seguido por Portugal.

Estes dois momentos, no entanto, pareceram adormecer um pouco a equipa lusa, que permitiu, depois, algumas iniciativas ofensivas dos eslovacos, ainda que sem fazerem perigar a baliza de Ricardo Silva, um mero espetador em praticamente todo o encontro.

A única exceção surgiu no último lance do encontro, aos 90+3, numa altura em que a Eslováquia espreitava uma qualquer oportunidade de chegar ao golo e poder empatar o jogo, face ao desperdício de Portugal, mas Ricardo Silva, hoje titular, revelou atenção entre os postes e sacudiu a bola que se encaminhava para a sua baliza.

Sempre que Portugal acelerava o jogo, numa estratégia que alternava um jogo mais apoiado com lançamentos para as costas dos defesas eslovacos, conseguia criar perigo, mas o acerto na finalização não foi o melhor, às vezes por conta do guarda-redes Valach, decisivo a parar o remate de Miguel Luís aos 25 minutos, mas que nada pôde fazer perante João Filipe, aos 34.

O avançado luso entrou na área pela esquerda e progrediu na diagonal em simulações, tirando os adversários que lhe apareceram pela frente, até se decidir pelo remate picado, surpreendendo guarda-redes e defesas eslovacos, num golo de belo efeito.

A vantagem portuguesa podia ter sido dilatada antes do intervalo, mas José Gomes, hoje muito perdulário, falhou a emenda, após uma má abordagem do guarda-redes eslovaco.

O mesmo jogador ficou perto do segundo no arranque do segundo tempo, mas falhou o remate frontal, num movimento mais tarde repetido por João Filipe e Rúben Vinagre.

Portugal dominava a seu bel-prazer, mas não conseguia marcar o golo que lhe daria algum descanso, permitindo perto do fim uma natural reação dos eslovacos, liderados por Gresak, o jogador mais esclarecido.

Após a segunda jornada, Portuga lidera o grupo, com seis pontos, seguido pela República da Irlanda, com quatro, que hoje venceu o Kosovo por 3-0 e com quem vai discutir o apuramento. A Eslováquia, com um ponto, está no terceiro lugar, remetendo o Kosovo, só com derrotas, para o último lugar.

Portugal, que na quarta-feira tinha goleado o Kosovo por 5-0, fecha a qualificação na terça-feira, em Barcelos, para jogar com a República da Irlanda, bastando-lhe o empate para se qualificar.

O vencedor do agrupamento assegura presença na fase final do Campeonato da Europa, que se realiza entre 16 e 29 de junho, na Finlândia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.