Portugal está a 90 minutos de fechar a sua sétima participação em Campeonatos da Europa de sub-21, quando subir esta noite (19h45)ao relvado do Estádio Eden, em Praga, para disputar a final da prova contra a Suécia.

Uma vitória será o corolário de uma campanha de sonho da seleção comandada por Rui Jorge e a concretização de um sonho antigo: a conquista do título europeu deste escalão, um dos troféus que sempre fugiu a Portugal.

Esta é já a sétima tentativa da equipa das quinas no Europeu sub-21 e curiosamente a vez em que esteve mais perto de o conseguir foi logo na estreia. Na competição de 1994, realizada em França, a 'geração de ouro' liderada por Luís Figo - eleito o melhor jogador do torneio -, Rui Costa e João Pinto, entre outros, acabou por cair (0-1) no prolongamento da final com a Itália, devido a um golo de Orlandini, numa 'Squadra Azzurra' na qual pontificavam futuras estrelas, como Cannavaro, Inzaghi, Pannucci ou Toldo.

Dois anos depois, a seleção registou a sua segunda presença num Europeu e não foi além dos quartos de final, ao ser vergada novamente pela Itália. Com um figurino diferente, sem grupos e sempre a eliminar, Portugal ainda venceu a primeira partida por 1-0, mas foi depois derrotada por 2-0 e disse adeus ao torneio realizado em Espanha.

Seguiu-se então uma ausência prolongada e apenas terminada em 2002, na Suíça. Aqui, a equipa das quinas não foi além da fase de grupos, ficando atrás da inevitável Itália e da anfitriã Suíça.

Em 2004 assinalou-se uma das melhores campanhas de Portugal neste torneio, com o terceiro lugar na competição sedeada na Alemanha. Nesta prova, a seleção lusa ficou pelo caminho nas meias-finais, ao perder, como já era tradição, com a Itália. Na luta pelo lugar no pódio os jovens portugueses acabariam por bater a Suécia (3-2).

No ano 2006 tudo se desenhava para o sucesso português, que pela primeira vez recebia em solo nacional o Europeu. Porém, Portugal viria a desiludir ao não passar sequer a fase de grupos, onde se quedou com uma vitória e duas derrotas atrás da França e da Sérvia e Montenegro. O triunfo final seria alcançado pela Holanda.

2007 marcou nova prestação frustrante para a seleção portuguesa. Uma presença modesta na fase de grupos e o início de um desaparecimento dos Europeus de sub-21 que só terminou com esta geração de Rui Jorge em 2015.

Agora, na sua sétima participação, Portugal está à beira de viver o sonho do título e suceder à campeã de 2013, a Espanha.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.