O avançado português apontou um golo diante da Suécia e inscreveu o seu nome no campeonato da Europa de sub21 depois de ter estado em risco a sua participação devido a lesão. Gonçalo Paciência saltou do banco para inaugurar o marcador diante dos suecos num golo típico de ponta de lança.

Apesar do empate a 1-1 com a Suécia, Portugal garantiu o primeiro lugar do Grupo B e seguiu juntamente com os suecos para as meias-finais da prova, assim como para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016. Em declarações à RTP, Gonçalo Paciência mostrou-se pragmático e contra euforias com a passagem à fase seguinte do torneio. No entanto admitiu que o golo tinha sido especial.

"Foi uma noite em que fomos felizes com duas grandes equipas que se defrontaram. A Suécia é uma equipa muito forte, muito agressiva, mas a nossa equipa é Portugal. Acabámos por empatar e conquistámos os nossos objetivos que é o mais importante. Quanto ao golo foi especial, é sempre bom marcar um golo no campeonato da Europa e ainda para mais porque estive quase de fora", afirmou o avançado do FC Porto no flash interview da RTP.

"Ficamos contentes esses elogios, já não é a primeira vez que ouvimos isso, que Portugal é a equipa mais forte do torneio, mas temos de continuar humildes e fazer o nosso trabalho", acrescentou o internacional português.

Questionado sobre o adversário de Portugal nas meias-finais, Paciência afirmou que por agora o grupo não pensa na Alemanha e que há erros e aspectos a corrigir antes de pensar nos alemães.

"Primeiro vamos descansar. Ver os erros que cometemos neste jogo. Corrigir alguns aspectos e depois logo se vê", sentenciou o atleta português

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.