O internacional português João Mário fez hoje a antevisão do encontro das meias-finais do Europeu de sub21 frente à Alemanha e assumiu que está atravessar o melhor momento da sua carreira. Questionado sobre a possibilidade da seleção de sub21 poder marcar presença na final do Europeu da categoria, o médio leonino defendeu que nesta fase já há o direito de sonhar.

"É o auge, na minha idade, estar aqui a disputar uma meia-final, é uma honra. Está ao nível dos jogos contra o Chelsea na Liga dos Campeões ou contra o Wolfsburgo na Liga Europa. Mas a minha motivação e a vontade de fazer as coisas bem é a mesma. Trabalhámos muito para aqui chegar e agora temos o direito de sonhar e querer estar na final", disse João Mário, na conferência de imprensa.

"É uma meia-final, com 50-50. É um adversário bom tecnicamente e não apenas fisicamente. Temos as nossas armas e tudo faremos para contrariar o jogo deles. Não tenho vertigens e não temos medo de ser felizes. Estamos a dois degraus e amanhã queremos subir mais um".

Confrontado com o facto da seleção só ter marcado apenas dois golos na fase de grupos da competição, João Mário preferiu destacar a coesão defensiva da equipa das quinas.

"Temos dois golos mas serviram para sermos os primeiros do grupo. Acima de tudo temos sido fortes defensivamente. Ofensivamente também, apesar de termos apenas dois golos. Amanhã, se pudermos marcar só um golo e vencer, assino por baixo".

Portugal defronta a Alemanha às 17h00 de sábado nas meias-finais do Europeu de Sub-21. Na outra meia-final, medem forças Suécia-Dinamarca.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.