Os adeptos da República da Irlanda têm tido uma prestação notável no Euro2012 e a equipa comandada por Giovanni Trapattoni quer retribuir o apoio que têm tido nos estádios já frente à Itália. Os irlandeses estão fora da competição mas pretendem sair de forma honrosa.

Keith Andrews, médio da República da Irlanda, sabe bem o que sofrem os adeptos por fora, pois também na sua juventude acompanhou a seleção irlandesa, nomeadamente no Mundial de 1994 onde viu ao vivo o clássico golo de Ray Houghton frente à Itália.

«É por isso que não falo de ânimo leve, mas quando digo que respeito os adeptos por tudo aquilo que têm feito por nós, sou sincero», disse Andrews ao site da UEFA.

Frente à Espanha, a República da Irlanda perdeu por 4-0 mas nas bancadas quem se ouviu foram os adeptos irlandeses, incansáveis no apoio à equipa até na despedida.

Para o defesa irlandês, Richard Dunne, os instantes finais frente à Espanha vão ficar para sempre na sua memória.

«Esses últimos dez minutos vão perdurar para sempre na minha memória», começou por dizer o jogador do Sean St Ledger para depois acrescentar: «Nunca tinha acontecido estarmos a perder por 4-0 e recebermos aplausos. Estamos profundamente agradecidos e é por isso que, frente à Itália, queremos dar-lhes a exibição que merecem, retribuindo o carinho dado».

A República da Irlanda defronta a Itália em Poznan às 19h45.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.