A média Fátima Pinto considerou hoje que defrontar a Grécia, na quarta-feira, será "uma experiência nova" para si e para a seleção portuguesa de futebol feminino na preparação para o Europeu, a realizar em Inglaterra.

"Este jogo é o primeiro desta preparação, todos os jogos serão importantes," salientou a centrocampista, uma das mais credenciadas da Liga feminina, no início da segunda semana de preparação para a fase final do Campeoanto da Europa.

A equipa nacional feminina realiza três jogos de preparação – um duplo confronto com a Grécia, na quarta-feira e no sábado, e com a Austrália, no dia 28 de junho –, antes de viajar para Inglaterra, no dia 03 de julho, para disputar o Europeu, e Fátima Pinto considera fulcral para a equipa dotar-se da melhor preparação possível.

"Estamos bem, concentradas, sabemos o que temos de fazer, motivadas para trabalhar e será mais uma semana de preparação para nós," afirmou Fátima Pinto.

A média de 26 anos garantiu não sentir qualquer tipo de desconcentração por chegar ao estágio da seleção nacional com a situação profissional por resolver, depois de o contrato que a ligava ao Sporting ter expirado.

 "Quando tinha 16 anos, não tinha bem a noção de onde estava. Agora temos essa noção e é uma competição muito exigente - acho que a experiência também ajuda a não vacilar tanto," explicou a atleta, que representou o clube lisboeta nas últimas sete temporadas.

O Europeu feminino de 2022 realiza-se de 06 a 31 de julho, em Inglaterra, onde Portugal, chamado a substituir a excluída Rússia, integra o Grupo C, juntamente com Suíça (que defronta em 09 de julho), Países Baixos (13) e Suécia (17).

O objetivo, assinala Fátima Pinto, passa por discutir cada jogo com a ambição de somar pontos: "O objetivo é conseguirmos fazer sempre melhor, crescer, mostrar que Portugal está cada vez melhor e a aposta no futebol feminino também."

Portugal realizou hoje novo treino na Cidade do Futebol, em Oeiras, no último dia sem o selecionador Francisco Neto, cujo isolamento deverá concluir-se na terça-feira, após ter estado infetado com o coronavírus.

Em função da ausência do técnico nacional nos últimos dias, a liderança dos treinos foi provisoriamente entregue aos adjuntos Luís Marques e Rita Gonçalves.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.