O triunfo de terça-feira do Tottenham de José Mourinho sobre o Chelsea de Frank Lampard, no desempate por penáltis, em partida da Taça da Liga inglesa, ficou também marcado por uma acesa troca de palavras entre os dois técnicos.

Lampard foi, durante vários anos, jogador de Mourinho nos 'blues' e, no final da partida, explicou o que se passou.

"Estávamos a ter um momento engraçado. Dou-me muito bem com ele, mas estava a dizer-lhe que fala mais para o árbitro do que os próprios jogadores do Tottenham. Tenho muito respeito pelo José Mourinho e, no final, tudo ficou bem e isso nunca vai mudar", frisou o antigo internacional inglês.

Mourinho também falou sobre o incidente. "Os meus sentimentos por ele são mais importantes do que quaisquer palavras que possamos trocar. Simplesmente dei a minha opinião de velho treinador a um jovem e talentoso técnico. Disse-lhe que os jogadores precisam de nós quando estão a perder. Quando estão a ganhar não precisam que o treinador seja protagonista na linha lateral. No último jogo, quando o Chelsea estava a perder 3-0, olhei para o Lampard e fiquei com pena, pois ele estava muito triste e quieto na cadeira. Em termos futebolísticos não tenho nada a ensinar-lhe. Só digo que um técnico deve ficar na linha quando está a perder e manter-se calmo quando está a ganhar", explicou o treinador português.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.