O futebol ficou em suspenso face aos perigos da pandemia da Covid-19, mas ainda há países onde tudo parece decorrer como se nada tivesse acontecido. Na Bielorrússia, por exemplo, o campeonato continua a decorrer normalmente, apesar de já terem sido registados 76 casos confirmados de infeção no país.

Alexander Hleb, antigo jogador do Barcelona e Arsenal, diz que “ninguém quer saber”. "Na Bielorrússia, é como se ninguém se importasse. É incrível. Talvez dentro de uma ou duas semanas paremos aqui. Talvez o nosso presidente esteja apenas à espera de ver o que acontece com o vírus", criticou o jogador bielorrusso, em declarações ao jornal britânico The Sun.

"Todos sabem o que aconteceu em Itália e Espanha. Mas as pessoas que estão na presidência acreditam que não é tão extremo quanto dizem as notícias. Aqui, muitos jovens e estudantes pensam desta forma. Eu mantenho-me em casa, com a minha família, mas, quando saio, as ruas e os restaurantes continuam atarefados", acrescentou.

Alexander Hleb considera que "a UEFA fez a coisa certa" ao decidir "fechar a Liga dos Campeões e a Liga Europa" e termina com uma sugestão irónica.

“Quando a NHL encerrou a temporada, vários jogadores de hóquei no gelo foram jogar para a Rússia. Talvez Lionel Messi e Cristiano Ronaldo possam vir para o campeonato bielorrusso para continuar [a jogar]. É o único lugar na Europa onde ainda podes jogar futebol”, sublinha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.