Apesar dos receios que as trovoadas provocam em alguns, ser atingido por um raio é altamente improvável. Não é impossível, mas a probabilidade é de cerca de 1 em 1,5 milhões.

Mas, apesar de tão pequena probabilidade, é uma possibilidade e que o diga Ivan Zaborovsky. No passado dia 4 de julho, durante um treino dos jovens do FC Znamya, o guardião de 16 anos preparava-se para rematar uma bola, quando o improvável aconteceu: foi atingido por um raio.

O jovem ficou inanimado, tendo sido de imediato socorrido pelo treinador e levado para o hospital, onde foi colocado em coma devido às queimaduras sofridas.

Ainda assim e apesar do grande susto, três semanas depois está de regresso aos relvados e assinou o seu primeiro contrato profissional com o Znamya Truda.

Do incidente guarda uma marca no peito, uma queimadura onde usava uma corrente. As memórias são poucas, com o guardião a recordar-se apenas da dificuldade que sentiu em respirar.

"Está a melhorar cada vez mais. As coisas estão a voltar ao normal", disse.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.