Nos últimos anos introduziu-se no futebol o prémio para Melhor em Campo, para dar visibilidade a quem se destaca dos demais. Na maior parte das principais ligas, o prémio é um troféu simbólico que depois os jogadores guardam nas suas salas de troféus.

Em África já é bem diferente. O jogador que se destaca em campo leva para casa alguns prémios bizarros, como uma grade de cerveja ou alguns gigas de dados para gastar no telemóvel, ou mesmo uma galinha viva.

Foi o que aconteceu este fim-de-semana no Malawi. Hassan Kajoke esteve em destaque na vitória do Nyasa Big Bullets por 5-0 sobre o Karonga United, ao marcar dois golos. Foi considerado o Melhor em Campo e, como prémio, recebeu... uma galinha viva. O animal, pintado a rigor, foi entregue por um adepto, que pediu permissão para entrar em campo.

Mas não é só no Malawi que se inova na altura de premiar quem brilha em campo. Na África do Sul, um avançado do Mamelodi Sundowns recebeu cinco gigas de internet para gastar no telemóvel como prémio de Melhor em Campo. No Zimbabué o Homem do Jogo leva uma grade de cerveja para casa e no Gana recebe um par de chinelos. Já no Botswana, quem se evidencia em campo leva para casa um cabaz com géneros alimentícios.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.