O treinador português esteve no 'Programa da Cristina' na SIC e falou sobre a experiência no estrangeiros e os planos para voltar a treinar em Portugal.

Rui Vitória começou por falar sobre a saída do Benfica, em janeiro deste ano. Evidente que não se sai de plena felicidade", admitiu, acrescentando que a relação com Luís Filipe Vieira ficou fragilizada. "Afastámo-nos mas não nos zangamos", embora admita ter ainda alguma "mágoa por deixar o trabalho a meio".

O futebol é como os interruptores, liga e desliga… é a vida", disse ainda Rui Vitória, referindo no entanto que "o importante é não perder o foco".

Quanto ao presente, o treinador refere que "os objetivos são ir ganhando títulos, fazer boa figura, ser feliz e fazer aquilo que gosto", mas revela que gostava de voltar a Portugal.

"Quando estava em Guimarães, e tive hipóteses de ir para o estrangeiro, lembro-me de dizer que gostava de ficar em Portugal e ir até ao limite. Felizmente isso aconteceu, ganhei os títulos que havia para ganhar em Portugal e treinei um grande clube. Mas agora que saí do Benfica, já tenho aqui outras ideias para voltar cá. Há objetivos que se vão criando. Agora o presente passa pelo estrangeiro, mas no futuro quero voltar para Portugal", garantiu.

Questionado sobre a vida na Arábia Saudita ao comando do Al Nassr, Rui Vitória explica que são "decisões que têm de se tomar muito rapidamente. Ou ia ou ficava cá e ainda bem que o fiz, que arrisquei. Fui recebido muito bem. Gosto de lá estar. Sinto-me bem, a segurança boa, assim como a alimentação."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.