Carlos Queiroz não deverá manter-se no comando técnico da Colômbia, numa altura em que se continuam a sentir as réplicas da pesada derrota por 6-1 frente ao Equador.

De acordo com a rádio colombiana 'Caracol', a saída do técnico e da sua equipa técnica é iminente e a Federação Colombiana foca-se agora em encontrar acordo para a rescisão de contrato do treinador, que deverá custar mais de 2,3 milhões de euros aos cofres colombianos.

As duas derrotas consecutivas - as primeiras em competições oficiais (as duas anteriores tinham sido em particulares) - por números pesados - 6-1 vs Equador e 0-3 vs Uruguai - colocam Queiroz na porta de saída dos cafeteros depois de 18 jogos, onde além das quatro derrotas somou nove vitórias e três empates.

Levou ainda a seleção colombiana aos quartos de final da última Copa América, saindo derrotado no desempate por grandes penalidades frente ao Chile.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.