O Desportivo da Huíla perdeu este domingo, no estádio da Tundavala, diante do Bravos do Maquis, por 2-3, em partida da 21ª jornada do "Girabola2013".

Os anfitriões demonstraram excessivas cautelas defensivas tendo em conta o poderio do adversário, mas numa jogada ensaiada o Maquis marcou o primeiro golo, por Djó, de cabeça, aos 24 minutos.

A vencer, os Bravos do Maquis aumentaram as acções ofensivas e aos 22 minutos poderiam ter feito o segundo, mas o avançado Paizinho rematou ao lado da baliza defendida por Julião.

Na defesa, porém, sem descurar o ataque, o Desportivo igualou aos 24 minutos por Bena, após assistência de Adi.

Os maquisardes precisaram apenas de mais cinco minutos para voltarem a liderar o marcador (2-1). Paizinho foi o autor da façanha aos 29 minutos.

Em seguida, o Desportivo podia bem ter restabelecido a igualdade antes do intervalo, através de Jiresse que, em situação privilegiada, permitiu a defesa de Kizamba.

No reatamento os "militares da região sul" entraram muito ofensivos, mas os Bravos do Maquis mostrou superioridade. Paizinho marca o segundo da sua conta pessoal e o terceiro da equipa aos 67 minutos.

O Desportivo, que nunca venceu no estádio da Tundavala, tentava o golo, mas os atacantes revelaram-se perdulários, exceção feita ao defesa Tchiwe que diminuiu para 2- 3, aos 86 minutos, na cobrança de uma falta.

Com este resultado o Desportivo da Huíla ocupa a 10ª posição com 24 pontos enquanto que o FC Bravos do Maquis é terceiro com 40. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.