A Federação Angolana de Futebol (FAF), em parceria com o Grupo MENER, apresentou na última Quarta-Feira, dia 11 de outubro, em Conferência de Imprensa, os Prémios de Futebol – Palancas Negras 2017.

A iniciativa do organismo reitor do futebol nacional teve lugar no Auditório da Galeria dos Desportos, sito na Cidadela Desportiva. Este evento terá uma periodicidade anual, cujo principal objetivo é distinguir instituições, que se destacaram ao longo das épocas desportivas no país, bem como a promoção dos diversos agentes e a valorização do futebol nacional enquanto fenómeno desportivo em Angola, visando igualmente homenagear as pessoas que têm feito a história do desporto nacional.

O Presidente da FAF, Artur Almeida e Silva, procedeu a abertura da Conferência de Imprensa tendo afirmado que valorizar os fazedores do futebol é uma tarefa necessária, para que estes possam sentir-se encorajados, pelo que esta iniciativa é bem-vinda uma vez que nunca houve uma Gala do género, organizada pela FAF, para reconhecer os feitos daqueles que se dedicam ao desenvolvimento da modalidade. Afirmou que a participação de entidades, como o Grupo MENER, vem juntar sinergias aos esforços e trabalho da FAF uma vez que a larga experiência que o Grupo possui é uma mais-valia para o projeto. Acrescentou que a Gala de premiação, a par de distinguir os fazedores do futebol, tem ainda a possibilidade de divulgar a imagem do país e reunir importantes figuras do futebol nacional e internacional (FIFA e CAF).

O evento contou com a presença de Sua Excelência Ministra da Juventude e Desportos, Dr.ª Ana Paula Sacramento Neto, tendo a mesma referido que a modalidade movimenta multidões e representa o convívio e a fraternidade, simbolizando a paz e a união dos povos. Acresceu que o acto em apreço tem um grande significado, principalmente para as glórias de todos aqueles que se dedicam ao engrandecimento do futebol. A titular da pasta ministerial reconheceu igualmente a iniciativa louvável da FAF na criação do prémio, bem como o empenho dos distintos agentes e apoiantes da modalidade, tendo por fim manifestado o compromisso e o engajamento da Instituição que dirige, para que a iniciativa tenha os êxitos preconizados, no incentivo e estímulo aos abrangidos.

A produção executiva deste evento está assegurada pelo Grupo MENER, empresa que realiza o prestigiado concurso de música “Angola Music Awards”, no âmbito de uma parceria estabelecida com a FAF, razão pela qual o Projeto dos Prémios de Futebol – Palancas Negras 2017 foi apresentado aos presentes por Daniel Mendes, CEO do Grupo, o qual informou que o concurso em apreço terá uma vertente temática diferente a cada ano, sendo que para na edição de 2017 promove o Centro Histórico e Cultural da antiga cidade de Mbanza Kongo, promovido a património da humanidade pela UNESCO. Disse que para a presente Edição estarão em concurso 23 (Vinte e Três) Categorias nas Classes de Seniores femininos, masculinos e Sub-20, designadamente Melhor Árbitro, Melhor Dirigente, Equipa ideal, Melhor golo, Melhor Guarda Redes, Melhor Jogador, Melhor Patrocinador, Melhor Treinador, Melhor Claque, Equipa Fair Play e Melhor Escola de futebol.

Daniel Mendes acrescentou que na “Festa Anual do Futebol Angolano”, participarão, como convidados vários desportistas, ex-desportistas, técnicos desportivos, responsáveis de entidades governamentais, entre várias personalidades da nossa sociedade, numa cerimónia de elevada notabilidade com transmissão televisiva nacional e internacional, pois a pretensão da Organização é fazer com que os Prémios de Futebol sejam um evento popular e com elevado destaque na sociedade angolana, bem como a nível internacional. Concluiu dizendo que este evento contribuirá para a formação da cultura desportiva da população, que assim dará muito mais relevo à atividade desportiva nacional.

A cerimónia contou ainda, entre outras personalidades, com a presença de dirigentes desportivos tais como Pedro Godinho (Presidente da Federação Angolana de Andebol-FAAND), Paixão Júnior (Presidente do Progresso Associação Sambizanga), Tomás Faria (Presidente do Petro de Luanda), Auxílio Jacob, em representação do Presidente do Comité Olímpico Angolano (COA) e Presidente da Federação Angolana de Ginástica (FAG), Rogério Silva (antigo Presidente do COA), entre outros, os quais foram unânimes em reconhecer o estímulo aos contemplados, que muito fazem em prol da disciplina desportiva, e apresentaram diversas sugestões e propostas, para melhorar a qualidade do prémio e do seu regulamento, que está em fase de conclusão.

O Corpo de Jurados será composto por 13 (treze) elementos, conhecedores do meio desportivo angolano, e do trabalho dos nomeados a concurso, indicados pela organização, mas totalmente independentes dela, sendo um deles designado por porta-voz do Júri.

Na 1ª Edição, cuja Gala de premiação acontecerá no dia 16 de dezembro de 2017, no Centro de Conferências de Belas, em Luanda, serão atribuídos prémios em 23 categorias no final da presente temporada desportiva, mas “Extraconcurso”, a Organização atribuirá um Prémio Carreira e uma menção honrosa para um projeto de carácter social na área desportiva.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.