Desde a edição de 2011 (2º colocado) que o Palanca se tornou num dos candidatos aos títulos, oscilando a sua posição na tabela entre 1º  (2013) ao quinto classificado, porém foi incapaz de fazer o mesmo na presente época ao acabar em nono com 32 pontos.

Em contrapartida, a formação do Lobito encerrou a prova no quarto posto com 38 pontos, superando o 13º posto da edição transacta.

No jogo de quarta-feira, o Kabuscorp logo aos dois minutos esteve perto de abrir o activo, Nelito já em direcção à baliza oposta foi importunado dentro da área, mas o árbitro da partida Pedro dos Santos mandou prosseguir o jogo.

Os anfitriões eram os mais soltos, obrigavam constantemente o adversário a missão defensiva. Volvidos 15 minutos, Filhão de livre quase abriu o marcador, o remate passou por cima. Os académicos responderam com Jiresse que fez um remate que obrigou Josué a defesa apertada aos 18 minutos.

O primeiro golo, da partida realizada no estádio do Coqueiros, surgiu aos 39 minutos, Cláudio de muito longe rematou, a bola apesar de embater na trave, acabou por entrar, colocando a Académica em vantagem (1-0) ao intervalo.

Na segunda parte, as duas equipas entraram centradas para o ataque, mas a felicidade tornou a sorrir para os “lobitangas”,  quando aos 53 minutos Germano aproveitou uma confusão na área contrária, com um remate forte  ampliou a vantagem para 2-0.

A partir dai, notou-se um Kabuscorp sem forças para se defender dos ataques opostos, até que Lami, num lance individual foi rasteirado, tendo sido considerado grande penalidade pelo juiz da partida. Chamado a cobrar, Nelito reduziu aos 59 minutos (1-2).

O central do Kabuscorp, Rafa, restabeleceu a igualdade, apenas aos 79 minutos, com um golpe de cabeça em complemento ao livre cobrado por Filhão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.