O treinador angolano Kito Ribeiro deixou o comando técnico do Recreativo do Libolo, por maus resultados no Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão (Girabola2018), informa hoje o clube.

De acordo com uma nota da agremiação da província do Cuanza Sul publicada na sua página oficial do Facebook, o Libolo e o técnico rescindiram o contrato por mútuo acordo.

O documento, assinado pelos seu presidente, Leonel Casimiro, adianta que os resultados alcançados na presente época não traduzem o esforço e dedicação da equipa técnica e dos atletas, tendo Kito Ribeiro percebido que era necessário outro rumo, pondo assim o seu lugar a disposição, demonstrando que o clube está acima de qualquer interesse individual.

Em 19 jogos neste Girabola, a turma de Calulo conseguiu cinco vitórias, sete derrotas, igual número de empates. Marcou dez golos e sofreu 18, ocupando o oitavo lugar, com 22 pontos.

Campeão pelo Libolo, em 2014, na altura como adjunto de Miller Gomes, o treinador foi contratado este ano, por uma época, substituindo o português Pedro Caravela.

Já orientou o Progresso da Lunda Sul, em 2015 e 2016, e o Progresso do Sambizanga, em 2017.

Os técnicos-adjuntos André Makanga e Fernando Pereira vão orientar a equipa até à contratação de um novo treinador.

O Libolo já conquistou quatro campeonatos (2011, 2012, 2014, 2015), uma taça de Angola (2016) e duas supertaças (2015, 2016).

Este ano também já foram afastados o turco-alemão Ekrem Asma, no Sagrada Esperança, o angolano Francisco André, no Domant do Bengo, e o português Sérgio Traguil, no Kabuscorp do Palanca.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.