A direção do Clube Recreativo da Caála do Huambo reforçou a equipa técnica do plantel principal de futebol com a contratação do treinador angolano João Pintar da Silva, foi hoje anunciado nesta cidade.

O mesmo, segundo informou o diretor desportivo dos caalenses, Jorge Pereira, assinou contrato valido até ao final da temporada e vai ocupar o cargo que antes pertenceu ao português Luís Aires.

O conjunto começou a preparar, no estádio dos Kurikutelas, a sua presença no campeonato de Angola de futebol da I divisão, Girabola2016, que arranca no próximo mês, cujo adversário de estreia é o Kabuscorp do Palanca, tal como aconteceu na época anterior.

O inicio dos trabalhos ficou marcado pela ausência de muitos jogadores da época passada, por razões justificadas, segundo informou Jorge Pereira, incluindo o treinador principal, Hélder Teixeira, que se encontra no estrangeiro em formação, mas que regressa já na próxima semana.

“Prevíamos começar terça-feira, daí muitos jogadores não compareceram hoje. A partir de amanhã teremos o grupo completo, com exceção do Gildo, que está ao serviço da seleção angolana”, explicou.

O diretor desportivo do Recreativo da Caála confirmou as saídas dos médios Celson e Kapita, do avançado Landry e o defesa central Latifou, assim como as entradas do guarda-redes Dadão (ex-Sporting de Cabinda), o médio Effemberg (ex-Académica do Lobito) e o defesa central Boka (ex-Kabuscorp do Palanca).

Sobre as restantes “caras novas” do plantel, Jorge Pereira disse que apenas na próxima semana serão divulgados os nomes, uma vez que, segundo explicou, alguns continuam em negociações e outros em observação da equipa técnica.

“Achamos não ser prudente, por enquanto, falarmos de nomes de jogadores sem ainda termos a situação toda que envolve o processo de contratação bem resolvida”, disse.

Afirmou igualmente, que a equipa, tal como na época anterior, vai efetuar o estágio de pré-época no país, provavelmente nas províncias de Benguela ou Huila.

Presente no campeonato angolano de futebol da I divisão, vulgo Girabola, desde 2009, o Recreativo da Caála quedou-se, em 2015, na 11ª posição, com 36 pontos, menos 24 que o campeão, Recreativo do Libolo e o segundo colocado o 1º de Agosto.

Fundado a 24 de Junho de 1944, teve como melhor feito na fina-flor do futebol nacional o 2º lugar alcançado em 2010, ao terminar com o mesmo número de pontos (55) que o campeão da época, o Interclube.

No ano da sua estreia quedou-se na 9ª posição, com 33 pontos, em 2010 ficou em 2º, com 55, em 2011 terminou no 5º lugar, com 48, em 2012 no 10º posto, com 35, mais um que em 2013, em 11º, e em 2014 em 7º (40 p).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.