A direcção do Clube Desportivo 1º de Agosto apresentou na manhã de hoje (terça-feira) o novo técnico da formação militar, Daúto Faquirá em substituição do angolano Romeu Filemon, na ocasião o presidente do clube rubro-negro Carlos Hendrick garantiu que com a contratação do Luso-Moçambicano a equipa do ex. R.I20 espera alcançar uma estabilidade em todos os níveis, sem esquecer o título nacional que os foge desde o longínquo ano de 2006.



«Esperamos alcançar uma estabilidade que não temos tido nos últimos anos, como um escalão júnior e juvenis forte e uma equipa que consiga apresentar um futebol forte, cá dentro e pela África fora. O contratamos também no sentido de nos ajudar a atingirmos a meta dos trezentos mil sócios ate ao final do nosso mandato e principalmente com o objectivo de conquistarmos o Gira Bola2013», alertou.



Carlos Hendrick prometeu acabar com o acordo que impede os jogadores provenientes do 1º de Agosto cedidos ao Desportivo da Huila jogarem contra a formação militar.



«Isto é fruto de um acordo mas para preservarmos a verdade desportiva podemos romper com o acordo existente já na próxima temporada», recorde que Giresse, Kumaca, Bena e Rufim por terem jogada no 1º de Agosto não actuaram na derrota do Desportivo da Huila por 21, para a 10ª jornada ante aos militares.