Um golo solitário de Tchitchi, aos 86 minutos, foi determinante no triunfo do 1º de Agosto, este domingo, no estádio 11 de Novembro, em Luanda, diante do Sagrada Esperança da Lunda Norte, para a conclusão da 20ª jornada do Girabola 2013.

O autor do golo saltou do banco dos suplentes aos 51 minutos, em substituição do congolês Zola Matumona.

Antes do início do desafio dirigido pelo árbitro internacional Romualdo Baltazar, da província da Huila, foi observado um minuto de silêncio, devido ao trágico acidente que vitimou adeptos da Académica do Lobito na última semana, quando saíam do Huambo para assistir ao jogo diante do Petro local para a segunda divisão.

Os dois conjuntos entraram para o bem tratado relvado, com intensidade, com o objetivo de resolverem o rumo dos acontecimentos nos primeiros instantes. A partir do 10º minuto, a formação militar assumiu o jogo, com ataques junto à baliza diamantífera defendida por Bombasa.

Aos 11 minutos, Dieu, de cabeça, quase visou a baliza do Sagrada Esperança, mas o seu remate não teve o rumo certo. O técnico Daúto Faquirá, do 1º de Agosto, foi obrigado a efetuar uma substituição forçada, face a saída do capitão Kali, por problemas musculares. Para o seu lugar entrou Paizo.

Aos 22, o congolês Zola Matumona quase inaugurou o placard, depois de progredir no meio campo contrário, mas no remate final a bola passou por cima do travessão da baliza do Sagrada. Aos 35, a equipa da Lunda Norte equilibrou o desafio com jogadas perigosas junto da baliza defendida por Hugo até ao intervalo.

No reatamento, após o merecido repouso de 15 minutos, os intervenientes apresentaram a mesma disposição com jogadas rápidas junto as balizas contrárias.

Os diamantíferos foram protagonizando algumas jogadas perigosas junto ao último reduto do 1º de Agosto, mas a linha defensiva dos militares esteve sempre atenta. O 1º de Agosto jogou pressionado após o triunfo do Kabuscorp do Palanca, sábado sobre o Interclube, e teve muitas dificuldades frente aos lundas.

Com a entrada de David para o lugar de Figo, os militares aumentaram a intensidade com jogadas perigosas, mas com falhanços constantes. Depois de constantes falhas, Tchichi, aos 86 minutos, com um golo de belo efeito, inaugurou o placard com remate forte sem dar hipóteses ao guarda-redes Bombasa.

Com este resultado, os militares (43 pontos) continuam a pressionar o líder Kabuscorp do Palanca (50), mantendo sete pontos de diferença.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.