O treinador português Pedro Martins, do Olympiacos, lidera nesta altura o campeonato grego e está na luta pela continuidade na Europa, defrontando na quarta-feira o Bayern Munique, no grupo B da da Liga dos Campeões de futebol.

No campeonato, apesar do empate do último fim de semana frente ao Xanthi, o Olympiacos segue na liderança, com sete vitórias em nove jogos, e Pedro Martins diz que o balanço por esta altura “não podia ser melhor”.

“A prestação da nossa equipa até agora tem sido excelente, com sete jogos e dois empates no campeonato. Há ainda muito jogo pela frente, na Grécia o campeonato tem um ‘play-off’, mas pedir mais do que isto seria demais face ao que a equipa podia dar nesta fase”, afirmou o treinador luso em entrevista à agência Lusa.

Quanto ao desempenho europeu, o técnico de 49 anos diz que chegar à fase de grupos da Liga dos Campeões foi “muito importante”, mas admite que será difícil contrariar o favoritismo de Bayern Munique e Tottenham no apuramento para os oitavos de final.

“Até à entrada da fase de grupos, o que fizemos foi excelente. Na fase de grupos as exibições têm sido excelentes e é pena não termos materializado isso em pontos. Há pequenos detalhes que não o têm permitido. Sabemos que há duas equipas mais fortes, o Bayern Munique e o Tottenham, mas cá estaremos para lutar e, se não conseguirmos passar à fase seguinte, vamos lutar pela Liga Europa”, admite Pedro Martins, que reforça que a equipa “vai lutar por pontos”, mas que o primeiro objetivo é garantir a continuidade numa competição europeia, ou seja, assegurar o terceiro lugar do grupo, que dá acesso à Liga Europa.

Na quarta-feira, a formação helénica desloca-se a Munique para defrontar o Bayern e o português rejeita a ideia de que o vencedor esteja encontrado à partida.

“O Bayern é uma excelente equipa, mas já demonstrámos que nos podemos bater com qualquer adversário. Em nossa casa somos uma equipa forte e sabemos que na Alemanha será diferente, mas temos uma palavra a dizer. Quem viu os nossos jogos sabe que equipa que facilitar frente a nós pode ter dissabores, por isso vamos lutar por pontos”, reitera o português, a cumprir a sua segunda época no Olympiacos.

Sobre o projeto que tem desenvolvido no emblema grego, Pedro Martins considera que as coisas “têm corrido bem”, depois de uma fase em que o Olympiacos viu ser colocado um ponto final em sete anos de hegemonia.

“O Olympiacos é um clube que tem liderado o futebol na Grécia, à exceção dos últimos dois anos, em que não foi campeão, pelo que houve necessidade de uma restruturação. Fizemos um plantel com muita qualidade, muita juventude e mudou-se um pouco o paradigma: decidimos começar com uma equipa nova e acho que está a dar frutos o trabalho que começámos há 18 meses”, conclui.

Na liga grega, o Olympiacos é líder com 23 pontos, e na Liga dos Campeões ocupa o último lugar do grupo B, com apenas um ponto em três jogos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.