Zbigniew Boniek, antigo presidente da Federação Polaca de Futebol e responsável pela contratação de Paulo Sousa, já reagiu ao pedido do treinador português para a rescisão de contrato, depois ter sido dado como certo como próximo treinador do Flamengo.

"Sinto-me estranho com esta situação. Fiz dele selecionador nacional. É inteligente e conhece o futebol. Tenho a dizer que estou incrivelmente enojado e um pouco desapontado. Ouvi falar nessa chamada ao presidente da Federação a dizer que queria sair. Os jogadores também já devem ter ouvido falar nisto e estão provavelmente surpreendidos", referiu no programa Prawda Futbolu.

"O dinheiro pode ter um valor destrutivo. O contrato [com a Polónia] é bom e deixa bem claro que ele não pode assumir outros cargos enquanto estiver com a Federação Polaca. Se o fizer está a quebrar o contrato e essa é uma das quatro ou cinco cláusulas que permitem a rescisão do contrato por parte da Federação sem qualquer encargo. Encaramos isto como um grande escândalo", acrescentou ainda.

Paulo Sousa estreou-se ao leme da seleção polaca em março de 2021. Desde então, orientou a Polónia em 15 jogos, somando seis vitórias, cinco empates e quatro derrotas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.