O futebolista internacional tunisino Hamdi Nagguez foi hoje condenado a quatro meses de prisão, com pena suspensa, por ter violado as regras de confinamento impostas na Tunísia devido à pandemia de COVID-19.

O lateral, de 27 anos, que alinha no FC Suduva, da Lituânia, foi mandado parar em 22 de abril, enquanto conduzia o seu carro, e acabou por ser detido por não ter qualquer documento que o autorizasse a movimentar-se durante o período de confinamento.

Na altura, a acusação pediu que Nagguez foi condenado a quatro meses de prisão e a pagar uma multa de 32 euros.

A Tunísia regista 45 mortos e 1.032 casos de infeção por COVID-19 confirmados, tendo fechado as fronteiras e decretado o confinamento da população em 18 de março.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de COVID-19 já provocou mais de 302 mil mortos e infetou mais de 4,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 1,5 milhões de doentes foram considerados curados.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.