O CIES Football Observatory apresentou esta quarta-feira mais um dos seus estudos, desta feita olhando para os futebolistas que, em todo o mundo, mais minutos estiveram em campo até à data em jogos oficiais no ano que agora está a terminar (englobando jogos de clubes, seleções sub-21 e seleções nacionais).

Em termos absolutos, o defesa central paraguaio Gustavo Gómez, muito perto de se sagrar campeão brasileiro pelo Palmeiras, lidera, com 6213 minutos, divididos por 70 jogos. Em segundo lugar, e comprovando as queixas de Abel Ferreira sobre o elevado número de jogos a que os clubes do Brasil estão sujeitos, surge outro jogador do emblema paulista: o guarda-redes Weverton Pereira (6,150 minutos em 68 jogos).

Os 15 primeiros 'jogadores de campo' (defesas, médios ou avançados) a atuar fora da Europa com mais minutos jogados atuam todos no Brasil, tal como os primeiros nove guarda-redes.

Mas, no que toca a futebolistas a atuar na Europa, a liderança pertence a um português: Bruno Fernandes, médio do Manchester United, que entre clube e seleção esteve em campo 5,748 minutos, divididos por 66 jogos. Atrás de si surge um guarda-redes (Anthony Moris, do Union Saint-Giloise, com 5,590 minutos em campo). O terceiro (e segundo tem termos de 'jogadores de campo') é o defesa Dávid Hancko, do Feyenord, ainda assim com menos 500 minutos em campo do que Bruno Fernandes.

Nota ainda para a presença de dois futebolistas do Benfica entre Top 50 dos 'jogadores de campo' com mais minutos jogados até ao momento em 2023: Fredrik Aursnes (4,921 minutos em 56 jogos, no 13.º lugar) e Nicolas Otamendi (4,451 minutos em 51 jogos, no 49.º lugar).

Também mencionado neste estudo está Diogo Costa, guarda-redes do FC Porto, com os seus 4,410 minutos em campo em 46 jogos (44.º lugar entre guarda-redes a atuarem na Europa). Um pouco mais à sua frente está Rui Patrício, com 4,249 minutos jogados.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.