A Federação de Futebol do País de Gales (FAW) denunciou hoje insultos racistas feitos contra jogadores da seleção galesa, escritos nas redes sociais após o jogo particular disputado no sábado, em Cardiff, com o México.

“O racismo e todas as formas de comportamento discriminatório são completamente inaceitáveis e a FAW condena-o totalmente. Estamos em diálogo com a polícia do País de Gales para garantir que esse comportamento odioso seja relatado e investigado”, disse o organismo, em comunicado.

A federação une-se a outras associações e clubes galeses para instar as entidades responsáveis pelas redes sociais e as autoridades reguladoras a tomar “medidas mais fortes, eficazes e urgentes contra este tipo de comportamento desprezível”.

O Facebook, que também é proprietário do Instagram, anunciou hoje ter suprimido nesta rede contas de utilizadores que proferiram insultos racistas contra Rabbi Matondo e Ben Cabango, jogadores do País de Gales.

Esta decisão surgiu horas depois de Matondo, que alinhou no triunfo por 1-0 sobre o México, se queixar publicamente de que o Instagram nada fazia contra comentários xenófobos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.