O diretor desportivo da federação espanhola de futebol (RFEF), José Francisco Molina, deixa em janeiro o cargo, e vai ser substituído por Albert Luque, informou hoje a entidade, no mesmo dia em que foi anunciada a saída do selecionador Luis Enrique.

Com a mudança, a federação espanhola quer implementar "uma reestruturação com um novo modelo de gestão a nível desportivo", lê-se no comunicado, depois de uma participação aquém das expectativas no Mundial2022 do Qatar, no qual Espanha foi eliminada por Marrocos nos oitavos de final.

Luque, ex-internacional espanhol e que foi assessor do presidente da federação, Luis Rubiales, é o novo diretor desportivo da equipa principal, enquanto Francis Hernández vai continuar como coordenador dos escalões mais jovens.

Molina ingressou na federação espanhola em 2018 como diretor desportivo e responsável por todas as seleções masculinas, período durante o qual Espanha alcançou duas fases finais da Liga das Nações, e conquistou um Europeu de sub-21, outro de sub-19 e uma medalha de prata olímpica em Tóquio2020.

A federação agradeceu a Molina "pelo seu profissionalismo, pelo seu trabalho e pelo seu empenho no crescimento da seleção nacional e do futebol espanhol".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.