O Fenerbahçe confirmou hoje a saída do treinador português Jorge Jesus, um dia após a conquista da Taça da Turquia, o primeiro troféu do clube de futebol turco desde 2014.

"A partir de hoje, expirou o contrato de Jorge Jesus, que foi o técnico da nossa equipa na época 2022/23. Despedimo-nos dele agradecendo-lhe por todo o seu trabalho e desejamos-lhe sucesso no resto da sua carreira", escreveu o Fenerbahçe, em comunicado.

O português, que se mudou para a Turquia no verão de 2022, foi o primeiro a anunciar que não continuaria, logo na conferência após vencer domingo a final da Taça, por 2-0, ante o Basaksehir.

No campeonato, o Fenerbahçe foi segundo, ficando a oito pontos do campeão, o Galatasaray.

“A partir de hoje, já não sou o treinador do Fenerbahçe”, disse Jesus após o desafio em Izmir, considerando que a conquista do primeiro troféu do emblema de Istambul em nove anos significava “acabar em beleza”, por ser “um marco histórico para o clube”, no qual alinha o português Miguel Crespo.

Jorge Jesus, de 68 anos, revelou que agora vai regressar a casa e que ainda não tinha definido o seu futuro: “Vou para Portugal, não tenho nada decidido. Espero poder realizar o meu sonho”.

No campeonato, Jorge Jesus venceu 35 jogos, empatou 10 e sofreu sete derrotas em 52 jogos, enquanto na Liga Europa foi afastado nos oitavos de final pelo Sevilha, que voltou a ganhar a competição.

Jorge Jesus soma 18 troféus na carreira, distribuídos pelo Fenerbahçe, Benfica, Flamengo, Al Hilal e Sporting.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.