Prestes a disputar os quartos de final do Mundial de Sub-17, diante do Uzbequistão, a seleção francesa corre o risco de ser desqualificada da competição. Em causa está a utilização alegadamente irregular do avançado Yanis Issoufou.

O avançado do Montpellier atuou pela seleção do Niger na fase de qualificação e depois pela França nos jogos da fase de grupos do Mundial.

De acordo com o portal 'Sport News Africa', a situação foi participada à FIFA por parte da seleção do Burkina Faso, derrotada pelos franceses na fase de grupos e terceira colocada no Grupo E - ainda atrás dos Estados Unidos.

A seleção africana terá pedido a desclassificação da França pela utilização irregular do jogador em causa, que após jogar pelo Niger nas rondas de qualificação apenas podia alinhar pelos gauleses caso a FIFA fosse informada da troca oficial de nacionalidade. Algo que não aconteceu.

Para precaver uma possível sanção de desqualificação, a França já não utilizou Yanis Issoufou no encontro dos oitavos de final contra o Senegal, na quarta-feira, que terminou com o triunfo gaulês no desempate por penáltis.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.