Foi um fim de semana de grandes jogos, mas também de goleadas inéditas nos principais campeonatos europeus, com vários portugueses em ação. Se não passou os últimos dois dias no sofá, contamos-lhe agora o que perdeu.

Em Inglaterra, o Manchester United teve uma tarde de domingo de autêntico pesadelo, ao ser arrasado em casa pelo Liverpool (0-5). Diogo Jota assinou o segundo golo dos 'reds', que ao intervalo já venciam por 4-0, e Salah fez um hat-trick e história na Premier League. Cristiano Ronaldo, que foi titular nos 'red devils' juntamente com Bruno Fernandes, ainda fez o gosto ao pé - mas o golo foi anulado por fora de jogo.

Um dia antes, o líder Chelsea goleou o Norwich City, em Stamford Bridge, por expressivos 7-0. Mason Mount destacou-se ao apontar um 'hat-trick' - abriu o marcador ao minuto oito e completou a goleada aos 85 (grande penalidade) e 90+1 minutos. Também marcaram Callum Hudson-Odoi, aos 18 minutos, Reece James, aos 42, Ben Chilwell, aos 67, e Max Arons - este na própria baliza, aos 62 minutos.

A reação de Ronaldo depois da humilhação frente ao Liverpool
A reação de Ronaldo depois da humilhação frente ao Liverpool
Ver artigo

No mesmo dia, o Manchester City, com os portugueses Rúben Dias, João Cancelo e Bernardo Silva em campo os 90 minutos, venceu por 4-1 na visita ao Brighton. A equipa de Pep Guardiola praticamente resolveu o jogo na primeira parte, chegando ao intervalo a vencer por 3-0, com golos de Gundogan (13 minutos) e um bis de Phil Phoden (28 e 31 minutos). Os ‘seagulls’ ainda reduziram aos 81 minutos, com Mac Allister a converter uma grande penalidade após falta de Ederson, e já na compensação Mahrez fez o 4-1 final.

Em Espanha, todas as atenções estavam centradas no 'El Clásico', o primeiro sem Lionel Messi, que terminou com a vitória do Real Madrid no reduto do Barcelona, por 2-1. Um golo de David Alaba, aos 32 minutos, abriu caminho ao triunfo dos 'merengues', que foram controlando a vantagem ao longo da segunda parte, até que, no quarto minuto de descontos, Lucas Vazquez elevou para 2-0 e acabou com quaisquer dúvidas quanto ao vencedor. Houve ainda tempo para Sergio Aguero, que havia saltado do banco pouco antes, assinar o seu primeiro golo pelo Barcelona em jogos oficiais.

Vídeo: Adeptos cercaram carro de Koeman à saída de Camp Nou
Vídeo: Adeptos cercaram carro de Koeman à saída de Camp Nou
Ver artigo

Viajamos agora até aos Países Baixos, onde outro grande clássico terminou em goleada. O Ajax, adversário do Sporting na Liga dos Campeões, bateu o PSV Eindhoven por 5-0, reforçando a sua liderança na Eredivisie. Steven Berghui, Sebastien Haller, que fez um ‘poker’ em Alvalade no 5-0 para a Champions, Antony, Davy Klaassen e Tadic foram os marcadores de serviço.

Em Itália e França, dois clássicos apetecíveis terminaram em empate. A Juventus, com um golo de grande penalidade de Dybala a um minuto do fim, impôs em Milão um empate ao Inter (1-1), que vencia desde os 18' com um tento de Edin Dzeko. Já o PSG ficou-se por um nulo na visita ao Marselha, com os portugueses Nuno Mendes e Danilo a titulares, junto ao trio estelar composto por Messi, Neymar e Mbappé.

Depois do triunfo por 4-0 sobre o Benfica a meio da semana, para a Liga dos Campeões, o Bayern Munique voltou a ganhar pelos mesmos números no regresso à Bundesliga. A vítima, desta vez, foi o Hoffenheim. Gnabry abriu o marcador aos 16 minutos e Lewandowski elevou para 2-0 à passagem da meia hora, assinando o seu 17.º golo esta temporada. Choupo-Moting e Kinglsey Coman completaram a goleada.

A terminar, destaque ainda para a goleada sofrida pelo Spartak Moscovo, de Rui Vitória, na visita ao Zenit, por expressivos 7-1. Depois da derrota frente ao Leicester (4-3), na Liga Europa, num jogo em que chegou a estar a vencer por 2-0, o conjunto liderado pelo técnico português sofreu duro revés em casa do líder.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.