Os ex-jogadores brasileiros Ronaldinho Gaúcho e Roberto Carlos, o espanhol Raúl González e o italiano Fabio Cannavaro entraram na terça-feira para o Hall da Fama do Futebol Internacional, endossado pela FIFA e que fica na cidade mexicana de Pachuca.

"Não sou muito de palavras, só jogava a bola. Estou muito feliz, nem no meu melhor sonhos imaginava um dia passar por isso, estar ao lado de tantas lendas. Obrigado a todos", disse Ronaldinho, campeão do mundo em 2002 com a seleção brasileira e ex-jogador do Barcelona, na 10ª cerimónia da história do Hall da Fama.

Roberto Carlos, também campeão do mundo em 2002, Cannavaro e Raúl enviaram mensagens de agradecimento por vídeo.

Do futebol feminino, uma das eleitas para o Hall da Fama foi a treinadora sueca Pia Sundhage, atualmente no comando da seleção brasileira e que liderou os Estados Unidos na conquista das medalhas de ouro nos Jogos Olímpicos de Pequim-2008 e Londres-2012.

Na categoria 'decanos' o brasileiro Didí, campeão mundial em 1958 e 1962, foi um dos selecionados.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.