Já teve início o julgamento que envolve Ryan Giggs, antiga estrela do Manchester United, e a sua antiga companheira Kate Greville.

O caso está a merecer muita atenção por parte dos media britânicos que já divulgaram parte do depoimento da ex-companheira do jogador galês. Perante o juiz, Kate Greville descreveu a relação dos dois como 'tóxica', apresentando vários exemplos de violência por parte do antigo jogador.

"Veio em direção a mim e, do nada, deu-me uma cabeçada na cara. Estava em estado que choque. Caí para trás, o meu lábio inchou de imediato. Coloquei as mãos na boca e senti o sabor do sangue.", disse Kate.

A ex-namorada de Giggs acrescentou que chega a ser tratada 'como uma criada' e que era constantemente assediada pelo antigo 'red devil'.

"Não me deixava em paz, nunca houve um momento em que não quisesse ter relações sexuais", sublinhou.

Todavia, as acusações contra Giggs não se ficam por aqui; também Emma Greville, irmã de Kate terá sido agredida pelo galês quando procurava defender a irmã aquando de uma acesa discussão entre o casal. Perante a intervenção de Emma, o ex-futebolista  "empurrou-lhe a cabeça para o chão", segundo a imprensa britânica.

Para concluir, terá sido provado no julgamento que Giggs tentou chantagear Kate com um vídeo íntimo. Esta afirma que tentou deixar Giggs, muito devido à sua alegada infidelidade com mais oito mulheres e ao seu constante controle da companheira, mas que este a ameaçava com a divulgação do vídeo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.