O treinador espanhol Tintín Márquez é o substituto de Carlos Queiroz à frente da seleção de futebol do Qatar, informou hoje a Federação daquele país, depois de oficializar a saída do português.

Márquez, de 61 anos, que estava no comando técnico do Al-Wakrah, quarto classificado do campeonato do Qatar, comandará a seleção qatari na próxima Taça da Ásia, a decorrer no país entre 12 de janeiro e 10 de fevereiro do próximo ano.

A Federação do Qatar de futebol comunicou a rescisão por mútuo acordo com Carlos Queiroz, mas sem especificar quais as razões que levaram a este acordo e à saída do treinador português, apenas 10 meses depois de ter assumido funções.

Carlos Queiroz assumiu o cargo em fevereiro, com um contrato válido por quatro épocas, sucedendo então ao espanhol Félix Sánchez Bas, que foi selecionador durante cinco anos, até ao Mundial2022, disputado no país.

À frente do Qatar, o treinador de 70 anos venceu os primeiros dois jogos da primeira fase de qualificação para o Mundial2026, com a seleção a liderar o grupo A, após vitórias diante do Afeganistão (8-1) e Índia (3-0).

Para Tintín Márquez esta será a segunda passagem por uma seleção, depois de ter sido coordenador técnico do Iraque, entre 2014 e 2017, além de passagens pelo Espanyol, Castellón e pelos belgas do Eupen e do Sint-Truiden.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.