com o apoio MEO
Veja as melhores ofertas de telecomunicações aqui
adnxs
Estado Terminado Tempo de jogo 90' Tempo extra + 16'

1 - 0

Crónica

Histórico! Palmeiras de Abel Ferreira vence a Libertadores com golo aos 90+10'

Golo de Breno Lopes dá a segunda Libertadores ao Palmeiras. Abel Ferreira sucede a Jorge Jesus. Ler mais
Mais uma Libertadores com dedo português! O Palmeiras, comandado por Abel Ferreira, sagrou-se campeão sul-americano ao bater o Santos na final do Maracanã. O golo de Breno Lopes, aos 90+9', dá a segunda Libertadores da história do Palmeiras, depois da conquista em 1999, com Scolari.$$photo-gallery$$Abel Ferreira apostou no seu onze tipo para a final deste sábado, enquanto do outro lado Cuca promoveu uma alteração com a entrada de Sandry para o lugar de Lucas Braga.Depois de um m ... Ler mais

Ao minuto

  •  
    103'
  • 102'
     
  • 99'
     
  •  
    99'
     
    GOLO DO PALMEIRAS! Breno Lopes surge no interior da grande área para cabecear para o fundo da baliza, após cruzamento de Rony!
  • 99'
     
    Palmeiras: Golo de Breno Lopes!
  • 97'
     
  •  
    96'
  •  
    95'
     
    Confusão! Cuca impede que Marco Rocha reponha a bola em jogo e o árbitro expulsa o técnico do Santos.
  •  
    93'
     
    Cuca lança mais duas peças em jogo, com as entradas de Wellington Carioca e Mádson. Curiosidade: Wellington estreou-se como profissional na passada terça-feira. Isto é que é uma progressão de carreira veloz.
  •  
    92'
     
    Kaio Jorge não ficou bem tratado depois do remate.
  •  
    90'
     
    Oito minutos de compensação!
  •  
    90'
     
    Kaio Jorge tentou o remate de bicicleta, mas valeu a defesa de Weverton.
  •  
    89'
     
    Bem, parece que os jogadores anseiam pelo apito final. O calor do Rio de Janeiro não está a ajudar e o cansaço é visível.
  •  
    87'
     
    Jogo mais lento nesta altura. A menos de cinco minutos do fim, ninguém quer cometer erros.
  •  
    82'
     
    Últimos minutos com mais perigo criado pelo 'Peixe'.
  •  
    80'
     
    Entramos nos últimos 10 minutos da partida. Se aos 90' tivermos empate, vamos a prolongamento.
  •  
    76'
     
    Bomba de Pituca obriga Weverton a mostrar serviço e a defender para a frente. Na recarga, Felipe Jonatan atirou por cima.
  •  
    74'
     
    Falha de Lucas Veríssimo junto à linha de meio-campo, permite que o Palmeiras se lance no contra-ataque, mas a defesa do 'Peixe' limpou o perigo já no interior da sua grande área.
  •  
    73'
     
    Está feita a primeira mexida no jogo: entra Lucas Braga, sai Sandry no Santos.
  •  
    71'
     
    Falha dos defesas do Palmeiras, deixa a bola chegar a Soteldo, mas o passe para Marinho foi intercetado.
  •  
    70'
  •  
    66'
     
    Felipe Jonatan ficou caído na grande área, após disputa com Menino. O susto foi grande e o jogador foi retirado de maca, mas vai voltar ao relvado.
  •  
    63'
     
    Palmeiras! Que petardo de Veiga, na marcação de livre direto, direcionado à 'gaveta'. O esférico passa (pouco) por cima.
  •  
    60'
     
    Sistema de som do Maracanã volta a avisar que o uso de máscara é obrigatório, isto porque as imagens que chegam do Rio de Janeiro mostram poucas máscaras e pouco distanciamento nas bancadas.
  •  
    59'
     
    Santos! Grande cruzamento de Marinho, com Lucas Veríssimo a isolar-se da defesa do 'Verdão' e a falhar o timing para o cabeceamento. Cheirou a golo!
  •  
    58'
     
    Amarelo para Viña após falta sobre Marinho.
  • 58'
     
  •  
    53'
     
    Belo cruzamento de Menino para o segundo poste, mas Rony não chega a tempo do cabeceamento. Começa melhor o Palmeiras.
  •  
    47'
     
    Luiz Adriano recebe a bola com perigo no interior da grande área, mas o lance já estava invalidado por falta.
  •  
    45'
     
    Recomeça a partida.
  •  
    47'
     
    Fim da primeira parte. Remate de Raphael Veiga, aos 37', foi a melhor oportunidade da partida até ao momento, mas o marcador ainda não mexeu.
  •  
    45'
     
    Dois minutos de compensação
  •  
    45'
     
    Livre marcado por Marinho para o interior da grande área, mas a bola acaba por sair diretamente pela linha de fundo.
  •  
    44'
     
    Grande iniciativa de Rony, acaba com Luiz Adriano a falhar o remate, já no interior da grande área. Cria perigo o Palmeiras.
  •  
    38'
     
    Agora foi Marinho a falhar o cabeceamento, após cruzamento de Jonatan.
  •  
    37'
     
    Raphael Veiga entra pela grande área pela direita, após perda de bola do Santos, e remata cruzado a rasar o poste. É a primeira oportunidade clara de jogo da partida.
  •  
    35'
     
    Gustavo Goméz, capitão do Palmeiras, leva o segundo amarelo da partida depois de falta sobre Marinho. Um amarelado em cada lado.
  • 35'
     
  •  
    30'
     
    Depois do Palmeiras criar mais perigo, o Santos equilibrou à passagem do minuto 20. Mas a verdade é que já vamos em meia-hora e nada de oportunidades flagrantes.
  •  
    24'
     
    Livre para o Palmeiras, mas o cruzamento de Raphel Veiga acaba com Goméz a tocar com a mão na bola.
  •  
    21'
     
    Santos com muito perigo! Valeu o corte da defesa 'alviverde'.
  •  
    20'
     
    Santos chega com perigo à grande área. Viña limpa para canto o cruzamento de Marinho, que não cria grande perigo para o 'verdão'.
  •  
    17'
     
    Está muito faltoso o jogo. Muitas paragens.
  •  
    14'
     
    Palmeiras por cima! Gómez cabeceia após canto, acima da baliza defendida por John Victor.
  •  
    11'
     
    Jogada de perigo do Palmeiras! Rony cruzou pela esquerda, mas a defesa do 'Peixe' limpa o perigo. Marinho fica mal tratado.
  •  
    10'
     
    Falta dura de Lucas Veríssimo sobre Rony! O central do Santos vê o primeiro amarelo do jogo.
  •  
    10'
  •  
    8'
     
    Luan cai na grande área, depois de falta de Jonathan. Falta ofensiva para o Palmeiras.
  •  
    5'
     
    Primeiros minutos sem grandes oportunidades.
  •  
     
    Rola a bola!
  •  
     
    Aí estão elas: as equipas entram em campo!
  •  
     
    Uma curiosidade: O troféu da Libertadores foi criado no Peru em 1959. O troféu original é feito de prata e tem quase um metro de altura (99cm). Pesa cerca de 10 quilos, mas este permanece no museu da CONMEBOL, em Assunção no Paraguai. O clube vencedor recebe uma réplica do troféu.
  •  
     
    A final deste sábado não terá publico nas bancadas, com a CONMEBOL a colocar um limite de 5 mil pessoas no Maracanã, incluindo equipas, staffs, técnicos de transmissão, jornalistas entre outros. Além disso, todos os presentes têm de ter um teste PCR negativo à COVID-19, a temperatura medida à chegada e são obrigados a usar máscara durante toda a final.
  •  
     
    Esta noite, Abel Ferreira vai defrontar Alexi Stival, mais conhecido por Cuca. O treinador de 57 anos já conquistou uma Libertadores, em 2013, ao serviço do Atlético Mineiro, além de um Brasileirão, em 2016, ao comando do... Palmeiras.
  •  
     
    Fidel Martínez, do Barcelona SC, é o melhor marcador da prova até ao momento, com oito golos. Luiz Adriano, Rony (Palmeiras) e Kaio Jorge (Santos) são os jogadores na final que estão mais próximos do registo do equatoriano, com cinco golos cada um.
  •  
     
    É a quarta vez que a final da Libertadores se joga no Maracanã, a primeira desde que o formato de jogo único foi adotado, no ano passado. A primeira foi em 1963, entre Santos e Boca Júniors (1.º jogo), a segunda em ’81 com o Flamengo a receber o Cobreloa (1.º jogo) e mais recentemente, em 2008, com o Fluminense-LDU Quito (2.º jogo).
  •  
     
    Vai ser um jogo quente... nem que seja pela temperatura: estão 32 graus no Rio de Janeiro.
  •  
     
    O argentino Patrício Loustau é o arbitro da partida deste sábado no Maracanã, um árbitro envolto em várias polémicas como pode ler neste artigo. Loustau será auxiliado por Ezequiel Brailovsky, Diego Bonfa e Dário Herrera. No VAR, vai estar Jhon Ospina auxiliado por Juan Belatti e Fernando Rapallini.
  •  
     
    Depois de passagens por SC Braga e PAOK, Abel Ferreira rumou ao Brasil para comandar o Palmeiras. Em 22 partidas, soma 14 vitórias, três empates e cinco derrotas. Apesar do Brasileirão ser uma miragem (5.º lugar), a conquista da Libertadores pode fazer esquecer rapidamente essa questão.
  •  
     
    Também o Santos começou com um treinador diferente a campanha que hoje termina. Jesualdo Ferreira comandou a equipa nos dois primeiros jogos (duas vitórias) da equipa na Libertadores, tendo sido mais tarde demitido e substituído por Cuca, que guiou a equipa à final, somando igualmente uma só derrota (2.ª mão dos oitavos, frente ao Quito).
  •  
     
    O português de 42 anos chegou ao ‘verdão’ no passado mês de outubro e comandou a equipa a partir dos oitavos de final da Libertadores. Em toda a prova – incluindo os jogos com Vanderlei Luxemburgo no banco – o Palmeiras soma apenas uma derrota, na segunda mão da meia-final, frente ao River Plate.
  •  
     
    Caminho do Santos para a final: Defensa y Justicia, Delfin SC, Olímpia (Fase de Grupos), LDU Quito (‘Oitavos’), Grêmio (‘Quartos’), Boca Juniors (‘Meias’). 12 jogos, oito vitórias, três empates (Olímpia, 3.ª J FG; Grêmio, 1.ª mão ‘Quartos’), Boca Juniors (1.ª mão ‘Meias’), uma derrota (vs. LDU Quito, 2.ª mão ‘Oitavos’)
  •  
     
    Caminho do Palmeiras para a final: Tigre, Guaraní, Bolivar (Fase de Grupos), Délfin SC (Oitavos de Final), Libertad (Quartos de Final), River Plate (Meias-Finais). 12 jogos, 10 vitórias, um empate (vs. Guaraní, 4.ª J FG), uma derrota (vs. River Plate, 2.ª mão ‘Meias’).
  •  
     
    Onze do Santos: John; Pará, Lucas Veríssimo, Luan Peres, Felipe Jonatan, Alison, Sandry, Diego Pituca, Marinho, Kaio Jorge e Soteldo.
  •  
     
    Onze do Palmeiras: Weverton, Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez, Matías Viña, Danilo, Gabriel Menino, Zé Rafael, Raphael Veiga, Rony e Luiz Adriano.
  •  
     
    É a primeira de duas finais que o Palmeiras de Abel tem garantidas: a outra é a da final da Copa do Brasil, contra o Grémio de Porto Alegre, em fevereiro.
  •  
     
    Hoje é dia da final da Libertadores e, pela segunda vez consecutiva, Portugal tem um representante no derradeiro jogo: Abel Ferreira vai procurar replicar com o Palmeiras o que Jorge Jesus fez na época passada ao serviço do Flamengo.

Notícias

Equipas

 

Comentários

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos subscrevendo a nossa , as nossas notificações ou seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.