Pep Guardiola é um dos técnicos mais metódicos do futebol moderno. O catalão está sempre atento aos pormenores e não descura nada na preparação de um jogo. No Manchester City, por exemplo, obrigou os jogadores que não sabem falar inglês a ter aulas para aprender a línga inglesa, de forma a ajudar na comunicação. Ele mesmo teve de aprender alemão antes de ingressar no Bayern Munique.

A sua obsessão com os detalhes já lhe valeu alguns dissabores, como por exemplo discussões com alguns jogadores. Foi o que aconteceu com Eric Abidal, quando os dois estiveram juntos no Barcelona. A história foi contada pelo antigo lateral francês, em declarações à rádio ´Europe 1`.

"Durante um estágio de preparação nos Estados Unidos da América, Guardiola chegou perto de mim e disse-me para não falar francês com Henry mas sim apenas espanhol. Não concordei e disse-lhe: ´Primeiro, não me fales assim que não sou nenhuma criança. Segundo, se não poso falar em francês com o Henry, porque é que os catalães falam catalão entre eles? `. Depois disto, a discussão continuou e subiu de tom. Tive de ir ter com o presidente [Juan Laporta] para dar explicações", contou Eric Abidal.

Abidal esteve no Barcelona entre 2007/2008 até 2012/2013, ou seja, seis temporadas, quatro dos quais sob as ordens de Pep Guardiola.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.