Se a semana já tinha sido 'quente' para Vinícius Jr., o ambiente no sempre escaldante dérbi madrileno entre Atlético de Madrid e Real Madrid (vitória dos 'Merengues' por 2-1) acabou por acentuar ainda mais uma polémica sem vim à vista.

Em jogo disputado no Wanda Metropolitano e com o extremo brasileiro a titular, foram ouvidos alguns insultos racistas a Vinícius com adeptos a apelidarem o jogador de "macaco", sendo que também foram vistos alguns peluches de macacos nas bancadas, ainda antes do apito inicial.

Segundo o jornal 'AS', esta foi uma questão que levou à intervenção da Liga Espanhola, que irá apresentar um relatório à Comissão Anti-Violência sobre esse momento que antecedeu o encontro. Vinícius também já tinha passado por uma situação semelhante em 2021, mas agora este é apenas mais um episódio numa semana atribulada para o internacional brasileiro.

Quem também não escapou aos holofotes foi Matheus Cunha, avançado do Atlético de Madrid. O jogador brasileiro dos 'Colchoneros' foi visto antes do início do encontro a 'sambar' juntamente com o compatriota Vinícius no túnel de acesso ao relvado.

Neste caso, as críticas surgiram pelo facto de Matheus Cunha ter estado com um jogador que alegadamente teria criticado Koke pelo insultos racistas, algo já esclarecido pelo próprio:

"A publicação do Vini não foi pelo Koke, mas sim por um racista que tinha um microfone num programa de televisão. Qualquer pessoa que tenha visto a entrevista, sabe que o nosso capitão tinha razão no que disse. Cada um celebra [os golos] como quer, mas claro que nenhum adepto gosta de ver um jogador dançar no estádio da sua equipa. O que eu mais queria [no dérbi] era marcar e ajudar os meus companheiros para ver os adeptos felizes. Deixem de procurar problemas onde eles não existem", referiu, em alusão ao polémico programa que marcou a semana por comentários racistas a Vinícius.

De referir ainda que o extremo do Real Madrid não se deixou intimidar pelos acontecimentos ao longo da semana e voltou a 'sambar' juntamente com Rodrygo no primeiro golo da equipa aos 18 minutos. O segundo golo foi marcado por Fede Valverde aos 36 minutos.

Hermoso reduziu aos 83 minutos, mas acabou por ser expulso já ao cair do pano.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.