O Atlético Madrid não foi além de um empate a zero bolas com o Huesca, em encontro da 4.ª ronda da Liga Espanhola.  Depois de golear o Granada por 6-1, os ‘colchoneros’ foram bem menos esclarecidos frente a um rival muito bem organizado defensivamente, e que no segundo tempo fez o mesmo que o rival, sendo mais afoito na procura do golo.

O 18.º jogo consecutivo sem perder da equipa de Diego Simeone – a segunda melhor série de sempre da era do treinador argentino, que tem como recorde 20 desafios – resultou na perda de dois pontos frente a um rival que lhe é bem inferior – soma três pontos em quatro partidas - e que teve o português Luisinho no banco.

No Estádio El Alcoraz os colconeros tiveram mais bola, jogaram quase sempre no meio-campo contrário mas foram incapazes de bater Andrés Fernandes, antigo guarda-redes do FC Porto.

O SD Huesca mostrou-se sempre uma equipa muito bem defensivamente. A formação orientada por Michel já tinha travado o Valencia e o Villarreal e volta a não perder frente a uma das equipas da parte de cima da tabela em Espanha.

Luis Suárez foi titular pela primeira vez no Atlético Madrid mas foi substituído por Diego Costa aos 62 minutos. Simeone apostou tudo no ataque, com as entradas de Yannick Ferreira Carrasco, Koke, e Angel Correa mas sem sucesso.

João Félix foi o mais desequilibrador e perigoso do Atlético de Madrid, contudo, nem a dupla com Luis Suárez, primeiro, nem com Diego Costa, depois, resultou em golos.

Apesar de este ser o jogo da 4.ª jornada de La Liga, foi apenas o segundo do Atlético Madrid, equipa que se estreou com um 6-1 diante do Granada.

No outro jogo desta quarta-feira, o Villarreal 'afundou' o Alavés no Estádio de la Ceramica. Os anfitriões adiantaram-se com um desvio subtil de Paco Alcácer, aos 13 minutos, porém uma saída sem nexo do guarda-redes Asenjo – fora da área, mediu mal a trajetória da bola que lhe passou por cima – deixou Edgar Méndez (36) com a baliza á mercê para igualar.

Em cima do intervalo, aos 45, os anfitriões recuperaram a liderança, com um penálti convertido por Gerard Moreno, que, aos 67, atirou ao poste, com a bola a sobrar para Alcácer, que ‘sentou’ o guarda-redes e ampliou para 3-1.

No Alavés marcou Edgar Mendez, a passe de Deyverson, ex-Belenenses SAD. O Villarreal de Unai Emery igualou provisoriamente o Getafe e o Valência no comando, com sete pontos.

*Artigo atualizado

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.