O FC Barcelona e o Real Madrid vão faltar à Assembleia Geral convocada pela Liga espanhola de futebol, 'La Liga', para o dia 07 de dezembro, no Dubai, anunciaram os dois clubes nas suas páginas oficiais.

A assembleia geral foi convocada pelo presidente da 'La Liga, Javier Tebas, com “caráter de urgência”, mas não irá contar com a participação dos dois clubes, que mostraram o seu desacordo com a decisão.

Na sua nota, o Real Madrid classifica de "ilegal, injustificável, inadequada e incoerente" a convocação de uma assembleia geral extraordinária para o próximo dia 07 de dezembro no Dubai, pelo que decidiu não enviar "qualquer representante".

O Barcelona refere, por seu turno, não acreditar que “seja apropriado fazer esta viagem ao Dubai, para um evento que poderia muito bem ser realizado na sede da 'La Liga'", expressando ainda a sua oposição a qualquer ação que considere prejudicial "aos direitos e interesses do FC Barcelona".

Para ambos os clubes, esta reunião extraordinária nos Emirados Árabes Unidos "é mais uma ação irresponsável do presidente da 'La Liga', que terá um custo económico injustificável e desnecessário".

"É totalmente inapropriado e profundamente incoerente que a 'La Liga' faça viajar mais de 100 pessoas para realizar um evento desta natureza, nestas datas, aos Emirados Árabes Unidos, quando poderia realizar na sua sede, sem incorrer em custos extraordinários", salienta ainda o Real Marid.

A recusa de participar nesta assembleia extraordinária mostra, mais uma vez, o Real Madrid e o FC Barcelona unidos contra Javier Tebas, à semelhança do que aconteceu na questão da criação da Superliga.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.