São 200 milhões de euros e uma semana que separam o FC Barcelona da estabilidade financeira no encerrar do exercício 2021/2022.

Em causa está a transferência de 10% dos direitos televisivos por um período de 25 anos, mas há um contrarrelógio de sete dias na tomada de decisão.

Inicialmente, a proposta previa um máximo de cedência de 25% dos direitos, o que significaria a entrada de 500 milhões de euros, mas os ‘blaugrana’ optaram pelos 10% que trazem aos cofres catalães 16,6 milhões de euros por ano.

É assim uma semana preponderante para o ‘Barça’ equilibrar as contas e evitar a pressão do fair-play financeiro. Caso esta proposta não avance, o clube espanhol vai ter de procurar outra solução rapidamente.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.