Em jogo da sétima jornada, o Real Madrid, com o centro da defesa entregue a Ricardo Carvalho e Pepe, chegou à vantagem à meia hora, com um golo do argentino Gonzalo Higuain, a passe de Cristiano Ronaldo.

O avançado português dilatou a vantagem, aos 45 minutos, concluindo um trabalho do alemão Mesut Ozil, e, aos 50, “bisou”, na conversão de uma grande penalidade.

O dinamarquês Kris Stadsgaard ainda reduziu, aos 55 minutos, para a formação de Jesualdo Ferreira, que deixou Edinho no banco, mas Higuain voltaria a marcar e a selar a goleada, cinco minutos depois.

Com este triunfo, o Real Madrid sobe, provisoriamente, à liderança, ao somar 17 pontos, mais um do que o FC Barcelona e Valência e mais dois do que o Villarreal que, só joga segunda feira, no terreno do Hércules.

Os madridistas ascenderam ao topo graças ao triunfo do “Barça”, em Camp Nou, sobre o ex-líder Valência, por 2-1, num jogo bastante intenso e com os portugueses Ricardo Costa e Manuel Fernandes no “onze” inicial de Unai Emery.

O Valência até começou bem, adiantando-se no marcador com um tento de Pablo Hernández, aos 38 minutos, mas, na segunda parte, Iniesta, aos 46, e o “capitão” Puyol, aos 64, protagonizaram a reviravolta “blaugrana”.

Também hoje, o português Simão, na marcação de um livre directo, abriu caminho ao triunfo do Atlético de Madrid, por 2-0, na recepção ao Getafe, confirmada pelo brasileiro e ex-bracarense Diego Costa, aos 72 minutos.

Os “colchoneros” mantêm-se no pelotão da frente, ocupando a quinta posição, com 13 pontos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.