“Ronaldo é Ronaldo e chegou onde chegou graças às suas qualidades, que são tantas, e defeitos, que são tão poucos. Foi assim que conquistou a Bola de Ouro, Liga dos Campeões, títulos e prestígio”, vincou.

Mourinho atesta o empenho e comprometimento do seu pupilo: “Diariamente trabalha imenso e no campo quer vencer, ajudar a equipa. O seu futebol está, em fase ofensiva, mais individualista porque a sua qualidade assim o permite, mas defensivamente trabalha para a equipa”.

“Só tenho palavras positivas para ele e nenhum tipo de crítica. É um jogador fantástico dentro do grupo”, vincou.

Quanto à evolução do Real Madrid, o treinador luso explicou que não tem feito rotação de jogadores pelo facto da equipa “estar ainda em crescimento”: “Seria diferente se fosse uma equipa já construída em que se pode mudar cinco ou seis jogadores e a filosofia não se altera”.

“É preciso dar o máximo de estabilidade, mesmos que os jogadores sintam cansaço pelos jogos acumulados. Neste momento, parece-me mais importante a construção e estabilidade. Por isso não me sinto em condições de fazer grandes mudanças na estrutura da equipa”, concluiu.

Após três jornadas, o Real Madrid segue no terceiro lugar da Liga espanhola, a dois pontos do líder Valência e com mais um ponto do que o bicampeão FC Barcelona, quinto colocado.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.