Deco é um dos nomes mais falados para ser um dos novos rostos da direção desportiva do Valência. O antigo jogador do FC Porto é atualmente um colaborador próximo de Jorge Mendes, que tem relações privilegiadas com o magnata Peter Lim, acionista maioritário do clube 'ché', e pode entrar para o cargo de diretor desportivo.

O quarto classificado da última edição da Liga espanhola atravessa dias tumultuosos, face à demissão do presidente, Amadeo Salvo, e do diretor desportivo, Rufete, sendo para o lugar deste último que o antigo internacional português parte na 'pole position'.

Porém, de acordo com o jornal Super Deporte, o Valência tem ainda outras hipóteses em carteira, nomeadamente o português Carlos Carneiro, que já esteve para acompanhar a chegada de Nuno Espírito Santo ao clube há um ano, e os espanhóis Ruben Baraja, que representou a equipa durante várias temporadas, e Garcia Pitarch, que ocupava este cargo até há ano e meio.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.