Angel Di María podia estar, neste momento, na Catalunha, não fosse Pep Guardiola ter preferido David Villa ao ex-jogador do Benfica, agora a actuar ao serviço do Real Madrid de José Mourinho.

Segundo o jornal espanhol Marca, o Barcelona chegou a acordo com o Benfica e com o jogador, por uma verba inferior a 20 milhões de euros. Segundo a mesma fonte disse ao jornal espanhol, tudo começou quando o Barça começou a perceber que Thiery Henry não estava a render e era preciso alguém para a ala, rápido e que desse profundidade ao jogo. Di María era o tal.

Mas a decisão final coube ao técnico, Pep Guardiola, que considerou que o argentino não tinha as características ideais para ocupar o lado esquerdo e que preferia o goleador David Villa. No fim, parece que todos ficaram a ganhar: Di María acabou no Real, com o Benfica a receber mais do que se o jogador argentino tivesse ido para a Catalunha.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.