O Real Madrid foi o primeiro a entrar em campo e venceu o Rayo Vallecano por 6-2, com três golos de Cristiano Ronaldo, sendo que dois deles foram apontados através da marca de grande penalidade.

O Barcelona recebeu e venceu o Atlético de Madrid de Falcao por uns esclarecedores 5-0. Lionel Messi não quis ficar atrás do português e fez três dos cinco golos catalães.

Tal como na época passada, os dois craques já estão atentos ao ranking de melhores marcadores do campeonato, que em Espanha se denomina “Pichichi”.

À sexta jornada, o internacional argentino está na frente com oito golos mas o português vem logo atrás com 7.

O Valência, que na passada quarta-feira perdeu a liderança para o Bétis, conta com o terceiro melhor marcador (Soldado com 5). Quem tem o mesmo número de golos que o valenciano é alguém bem conhecido dos portugueses, Radamel Falcao. O ex-jogador do FC Porto fez os cinco golos em apenas dois jogos.

A lista contempla mais dois jogadores do Barcelona, com Fabregas na sexta posição com 4 golos e David Villa com três, os mesmo que o “merengue” Benzema.

Na tabela de “mais rematadores” é Cristiano que leva a melhor com 38 remates à baliza, contra os 26 de Messi.

No que toca a faltas sofridas, Cristiano é o terceiro atleta da Liga a receber mais “encostos” dos adversários com 14 faltas, apenas superado por dois jogadores do Atlético de Bilbao: Muniain e Javi Martínez. O avançado do Barcelona nem consta neste Top10.

Recorde-se que na época passada Cristiano Ronaldo foi o “pichichi” com 40 golos, estabelecendo um novo recorde em Espanha, deitando assim por terra o recorde partilhado por Zarra e Hugo Sánchez, que tinham ambos marcado 38 golos em edições distintas da Liga espanhola. Na época 2010/2011, Messi ficou-se pelos 31.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.