O médio português Fernando Meira, do Saragoça, disse hoje que os árbitros só falam com as “estrelas” e que aos outros futebolistas é negada a oportunidade de falarem.

«Não se pode falar com os árbitros e a partir de agora não o vou fazer. Só o permitem a jogadores de que gostam e não têm respeito pelos restantes. Há que respeitar a instituição Saragoça e não pensem que vamos aguentar em todos os jogos os erros que cometem», disse Meira.

O jogador português, que viu um cartão amarelo por se ter dirigido ao árbitro no jogo de quarta-feira com o Valência, considerou que é preciso parar com a discriminação entre os futebolistas.

Fernando Meira disse que se dirigiu ao árbitro como sempre o faz, com «respeito», e que foi ameaçado com o cartão vermelho se continuasse a falar.

O futebolista referiu ainda não querer justificar as atitudes dos árbitros para o desempenho do Saragoça (14.º classificado), mas que é a própria imprensa a comparar a classificação real e aquela que deveria ter a equipa sem os erros de arbitragem.

No Saragoça, além de Meira, estão os internacionais portugueses Ruben Micael (ex-FC Porto), emprestado pelo Atlético Madrid, e o avançado Hélder Postiga, contratado ao Sporting, enquanto na baliza está o espanhol Roberto, transferido do Benfica.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.