Diego Godin afirmou que não usou o alegado interesse de outros clubes na sua contratação para melhorar o seu contrato com o Atlético Madrid, e frisou que a decisão de continuar nos 'colchoneros' foi por 'motivos pessoais'.

Em declarações na véspera da Supertaça Europeia entre Real Madrid e Atlético Madrid, o capitão dos 'colchoneros' foi confrontado com as informações veiculadas pela imprensa britânica de que tinha rejeitado uma proposta do Manchester United para obter um melhor contrato com o clube espanhol.

"Eu não renovei. Tive propostas, mas decidi ficar por motivos pessoais, e estou apenas a pensar na final [Supertaça Europeia]. Mas não prolonguei o meu contrato. Vi as notícias que saíram mas não sei de onde isso veio", atirou o jogador de 32 anos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.