O Valência ascendeu hoje ao terceiro lugar da Liga espanhola de futebol, igualando o Atlético de Madrid, ao vencer em casa o Athletic por 3-2, em encontro da sétima jornada da prova.

O italiano Simone Zaza, que apontou o seu sexto tento na competição, aos 27 minutos, Dani Parejo, aos 34, de penálti, e o ex-benfiquista Rodrigo, aos 66, apontaram os tentos do conjunto ‘ché’, enquanto Aritz Aduriz, autor de um ‘golão’, aos 59, e Raul Garcia, aos 76, faturaram para os bascos.

O conjunto de Marcelino Garcia Toral, que contou de início com Gonçalo Guedes – saiu aos 83 minutos, após ‘grande’ exibição -, passou a contar 15 pontos, os mesmos do Atlético de Madrid, quarto, que no sábado empatou a zero e Leganes.

Por seu lado, o Villarreal também subiu na tabela, para o nono lugar, ao receber e bater o Eibar por 3-0, graças a um ‘hat-trick’ do congolês Cedric Bakambu, aos 25, 52 e 76 minutos, o último de penálti, que foi o seu quinto tento na prova.

Antes, o argentino Lionel Messi, com um ‘bis’ e uma assistência, mostrou que também é capaz de ‘brilhar’ à ‘porta fechada’ e conduziu o FC Barcelona ao triunfo por 3-0 na receção ao Las Palmas.

Num Nou Camp desoladoramente vazio, por culpa de um dia conturbado na Catalunha, devido à realização de um referendo pela independência da região não validado por Madrid, os adeptos do ‘Barça’ foram impedidos de ver, ao vivo, a ‘magia’ de Messi.

Depois de uma primeira parte atípica, em que o Las Palmas teve mais posse de bola e a melhor oportunidade, num remate ao ‘ferro’ do argentino Jonathan Calleri, Messi foi decisivo na segunda, num ‘Barça’ que melhorou com as entradas de Iniesta e do croata Rakitic, em substituição de Aleix Vidal e do brasileiro Paulinho.

Messi fez o passe para o primeiro golo, aos 49 minutos, ao marcar, da direita, um canto direitinho para a cabeça de Sergio Busquets, que apontou o seu primeiro golo na Liga espanhola desde 30 de novembro de 2014 (1-0 em Valência, aos 90+4 minutos).

Na frente do marcador, o FC Barcelona passou a controlar o encontro e Messi, depois de algumas tentativas falhadas, tratou de acabar com todas as dúvidas, ao marcar aos 70 e 77 minutos, sendo que, após o primeiro, um adepto conseguiu furar a segurança e entrar em campo em protesto.

Isolado por Denis Suárez, aos 70 minutos, Messi passou com classe pelo compatriota Chichizola, o guarda-redes do Las Palmas, e apontou o segundo e, aos 77, deu a melhor sequência a uma assistência do uruguaio Luis Suárez e marcou o terceiro.

Com o ‘bis’ ao Las Palmas, num jogo em que André Gomes entrou aos 84 minutos e Nelson Semedo não saiu do banco, o argentino passou a somar 11 golos na prova.

Na tabela classificativa, o FC Barcelona conta 21 pontos, correspondentes a sete vitórias – o mesmo registo perfeito de 2013/14 -, mais cinco do que o Sevilha, segundo colocado, que sábado bateu em casa o Málaga por 2-0.

O campeão Real Madrid, que hoje recebe o Espanyol, segue, para já, no sexto lugar, a 10 pontos dos catalães.

No outro encontro já hoje realizado, o Betis empatou a quatro golos no reduto da Real Sociedad, num embate em que esteve a vencer por 1-0, 3-2 e 4-3. O 4-4 final foi apontado pelo anfitrião Diego Llorente, aos 86 minutos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.