"Desejo a maior sorte do mundo a Pellegrini", afirmou Pep Guardiola, tecendo elogios ao homólogo madrileno: "Tem o mesmo gosto pelo futebol que tinha no Villarreal, mas não se pode pensar que se consegue o 'triplete' em Outubro. É um processo que precisa de tempo".

O técnico catalão confessou ser um "admirador" de Pellegrini: "É um treinador extraordinário."

Por outro lado, o bom momento dos 'blaugrana' não serve segundo Guardiola como barómetro do mau momento do Real Madrid. "Nós somos culpados daquilo que fazemos, não somos culpados pelas vitórias ou derrotas do Real. Não temos a presunção de pensar que se o Real Madrid está mal é porque se deve a nós", observou o líder dos campeões espanhóis.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.