Del Bosque já não vai para novo e mantendo-se no cargo até ao Mundial de futebol 2014 chegará à competição com 63 anos.

O treinador, em entrevista ao jornal espanhol “AS”, falou sobre o possível ponto final na sua carreira.

«Não fiz as contas, mas não me vejo com sessenta e muitos anos ainda a treinar. Depois da seleção não treinarei ninguém, só se as circunstâncias mudarem. Se a minha família precisar de dinheiro para viver eu fá-lo-ia e fá-lo-ia com qualquer idade», referiu Del Bosque.

Sobre a sua sucessão, o selecionador diz que Guardiola estaria preparado para assumir o cargo.

«Pep Guardiola tem uma forma de ser e talento para ser selecionador, para além da preparação e experiência necessárias (...) Mas também há outros que estão preparados para o ser», concluiu Del Bosque.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.