Héctor Herrera, que trocou este verão a cidade do Porto por Madrid, até começou como titular nos jogos do Atlético de Madrid, mas agora é suplente na equipa orientada por Diego Simeone.

"Claro que é complicado, mas estava preparado para qualquer cenário, jogar ou não, para ser paciente. Na minha idade passei por certas dificuldades que hoje em dia fazem-me estar preparado para qualquer circunstância. Sei que a única coisa que me vai fazer ganhar o meu lugar ou ser tido em conta é o meu trabalho", contou Herrera, em entrevista ao jornal espanhol 'Marca', realçando ainda que não está arrependido por ter trocado o FC Porto pelo Atlético.

"É normal, é impossível não pensar nisso, mas no fundo sei que foi a melhor opção que podia ter tomado. Sabia que isto podia acontecer, mas hoje em dia vou sendo tido mais em conta e somando mais minutos. Sabia que era a melhor decisão para mim em todos os sentidos. É difícil somar poucos minutos e que sejam de qualidade. Como jogador não entendes isso porque queres jogar o tempo todo, mas tenho de ser profissional e não conformista. Tenho de tentar ajudar sempre que for chamado. Se for dentro de campo, melhor para mim, se for fora, ajudarei para que a equipa esteja bem", disse.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.