O Sevilha acabou por acolher o mexicano Miguel Layún, por empréstimo do FC Porto, mas o Bétis era outro dos clubes interessados. Guardado, companheiro de seleção, acredita que o lateral escolheu mal.

"Tomou outro caminho que não o Bétis e isso é de respeitar. Infelizmente, escolheu mal, mas continuamos amigos. Parece que o Sevilha se interessou nele no verão e ele quis respeitar isso", disse o médio do Bétis.

"Não é nenhuma mentira que o Sevilha tem umas finanças melhores que o Bétis. São coisas de mercado e não se pode competir com isso. Ele pensará que tomou a melhor decisão, espero, pelo carinho que tenho por ele, que não se tenha enganado e que lhe corra bem. Mas por eu ser do Bétis espero que não lhe corra assim tão bem. A rivalidade sã é divertida, o sal e a pimenta do futebol", acrescentou, em declarações ao Canal Sur Radio.

Recorde-se que Miguel Layún já fez dois jogos pelo Sevilha.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.